Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Estarão os portugueses a adoptar o "don't take away my take away"?

24.09.15publicado por Gato Pardo

Tenho uma churrasqueira ao pé de casa.

Conheço os donos. Boa gente, malta trabalhadora, afáveis, o meu tipo de gente. Julgo que em dez anos, nunca vi aquele estaminé vazio. Muito pelo contrário. Está sempre à pinha, ao ponto de por vezes me questionar se os gajos estão a dar IPhones ou se são uma sucursal da Zara.

Isto leva-me a questionar uma série de coisas.

Será que o pessoal não sabe cozinhar?

Será que toda a gente aqui das redondezas é rica e eu sou o único pé rapado num raio de 25 quarteirões?

Será que eles também são visitados por colombianos e é isso que o torna o frango de churrasco ou grelhada mista tão afamada?

Será que há vida para além da morte? E se há, é alguma coisa de jeito?

Será que já bebi café suficiente por hoje?

Dilemas, dilemas, dilemas...

No tempo dos meus pais, comer fora era um luxo. Ir buscar take away era um privilégio. Agora? É quase tão banal como comprar um telemóvel novo a cada seis meses.

Ainda sou um purista. Gosto de cozinhar. Aprecio todo o processo (principalmente o abrir de uma garrafa de tinto para ajudar ao processo de confecção). E claro, gosto de comer. Retiro uma enorme satisfação de passar horas na cozinha e fazer algo de raiz (embora a probabilidade de abrir mais que uma garrafa aí seja bastante mais elevada). Ainda não cheguei foi à parte de publicar fotos no Instagram.

Não quero pensar que um dia uma das nossas maiores mais valias (a gastronomia) se perca a favor do comodismo. Sim, porque da mesma forma que conheço cozinheiro(a)s de mão cheia, também conheço pessoas que em cinco anos de habitabilidade em casa própria, nem por uma vez utilizaram a cozinha. Nem para fazer uma malfadada torrada. Bem, isso não é totalmente verdade. O casal em questão já utilizou a cozinha mas a mestria de culinária deles foi outra. Desde que a malta do CSI não lhes entre em casa com luzes negras, eles estão safos. Senão, aquela cozinha é uma orgia de ADN...

 

4 comentários

Comentar este post